Contas a vida 360
Finanças Pessoais

Vale a pena controlar as “Pequenas Despesas”?

Diz a sabedoria popular que grão a grão enche a galinha o papo. É importante anotar todas as pequenas despesas, até aquelas de menor valor. Parece complicado mas pode tornar-se muito simples com a ajuda de um simples telemóvel com uma aplicação de notas.

Será que é preciso anotar até 1€  gasto num café? Será que isso tem impacto no meu orçamento mensal?

Para ajudá-lo nesta dúvida cruel, elaboramos 3 perguntas e respostas que podem dar uma ‘luz no fim do túnel’ e chegar às vossas próprias conclusões.

1) Porquê que, em geral, os consumidores não se preocupam com as pequenas despesas?

A questão é o modo como percebemos estas despesas. Por serem de pequeno valor, digamos  0,60 cêntimos, individualmente realmente não são tão relevantes. Afinal, não será 0,60 cêntimos que nos deixarão mais pobres ou mais ricos. O problema aparece quando fazemos estes pequenos gastos com frequência. Nesse caso, estas despesas, quando somadas, acabam por levar boa fatia do nosso orçamento.

Por exemplo, os mesmos 0,60 cêntimos se tiver por hábito beber 4 cafés por dia totalizarão 72€ por mês (30 dias), o que já passa a ser um valor bem mais relevante.

Infelizmente a grande maioria das pessoas não faz esta conta simples e a perceção é a de que estamos a gastar apenas 0,60 cêntimos e não os 72€.

2) Cortar as pequenas despesas como o cafezinho tirar um pouco do prazer do dia-a-dia. Não seria um fator   complicador ao se pensar em comportamento?

É preciso ter equilíbrio, planeamento e paciência para adiar um pouco o prazer. Um dos grandes segredos comportamentais das pessoas bem sucedidas financeiramente é a habilidade de adiar o prazer no curto prazo em troca de um prazer maior no longo prazo.

No caso do café a pessoa tem que ponderar se realmente necessita dos 4 cafés por dia Ou se reduzir para apenas um café por dia é suficiente…e tem uma poupança de 52€/mês. Cada pessoa precisa analisar em que fase da vida se encontra e então planear e decidir quais prazeres podem ser adiados.

3) Custos associados a outas despesas são considerados pequenas despesas? Quais os cuidados para não se gastar além do necessário sem perceber?

Os custos associados são frequentemente esquecidos, porém são sempre muito relevantes. Por exemplo, se vamos ao cinema com os amigos, pensamos:

“São apenas 7€ pelo bilhete”

Mas é preciso lembrar que o cinema puxa as pipocas e as pipocas fazem sede e sabe sempre bem um refrigerante e assim, no total já temos 12€. E, nessa linha, haveria ainda os gastos com combustível, vamos supor mais uns 5€.

Totalizando tudo, chegamos a 17€. Mas na nossa cabeça percebemos apenas os 7€ do bilhete!

A forma de começar a tomar consciência de qual é realmente o nosso gasto total (pequenas despesas mais os custos associados) é passar a anotar TODOS os gastos.

Só assim será possível conhecer melhor para onde está indo o seu dinheiro e, com isso, identificar estratégias de redução dos mesmos.

Depois de obter estas contagens é fácil perceber o que é realmente importante para nós. E se adoramos ir ao cinema estipulamos um orçamento para uma ida ao cinema por mês. Colocamos no nosso orçamento por exemplo 20€ para lazer e assim podemos desfruta-lo sem culpas!

Artigos Relacionados

Finanças estão a impedir a compra e venda de Imóveis

Contas à Vida 360º

Mitos do Cartão de Crédito

Contas à Vida 360º

Esteve de baixa em 2016 ? Leia isto!

Contas à Vida 360º

3 comentários

5 dicas de Gestão do Orçamento | Contas à vida 360º 21 Janeiro, 2017 at 13:00

[…] a gasta-lo dessa forma. Se depois da análise do orçamento familiar (que foi falado aqui e aqui), apercebemos de quanto gasta por exemplo em almoços fora…trata-se de uma escolha se […]

Responder
5 dicas fáceis para começar a poupar | Contas à vida 360º 7 Maio, 2017 at 10:02

[…] falei aqui a importância de apontar todas as despesas. Durante pelo menos um mês faz este exercício (se fores trabalhador independente é aconselhável […]

Responder
calculo do ordenado líquido - 7 Julho, 2017 at 22:41

[…] a querer tomar controlo da tua vida financeira. Saber quanto ganhas e quanto gastas. Já foi dito aqui como deves fazer o calculo das despesas. Então e as receitas?? Sabes na realidade quanto ganhas? tens uma “vaga ideia”? ou […]

Responder

Deixa um comentário